sexta-feira, 24 de junho de 2011

Apê

Deixa eu apenas fazer uma comentário sobre apartamentos aqui em Porto atendendo ao recado da Geisi...

Geralmente os apartamentos próximos das faculdades são mais caros e não muito bons. Os do centro costumam ser velhos, com encanamento antigo e problemas de umidade. Mas de repente você pode ter sorte e achar um preço bom e em bom estado. Mas o que sai mais em conta eu acho que é se juntar com outras pessoas e vocês mesmos alugarem um apê por conta, sabe. Eu conheci pessoas que fizeram isso e tão muito bem.

Na verdade eu acho que se você vem sozinho, o ideal é você arrumar um lugar pra ficar durante o primeiro mês. E chegando aqui você procura outro lugar, até porque você pode visitar e ver se realmente te agrada. Eu não ia fazer isso, mas devido a imprevistos financeiros, tive que mudar...


Nem sempre morar perto da faculdade é vantagem. Avalie!
Se você for do tipo de não acorda cedo, que chega atrasado, que tem a partir de 26 anos, que arrumou um apê num preço bom e em um prédio não muito velho, aí vale a pena morar pertinho.
Mas se você não se importa em morar um pouco mais longe porém um pouco melhor, pode fazer a assinatura mensal do cartão de transporte (andante) e pagar uma taxa fixa com desconto para estudantes de até 25 anos, daí com o metro, tudo fica mais próximo.

Daí você pergunta: mas como vou saber se o anúncio é confiável?
Aí, meu querido, só Deus! hahahhaha Estou brincando. :P Na verdade esses anúncios são tipo os anúncios do Mercado Livre no Brasil. Qualquer pessoa pode anunciar o que quer. Então é necessário se investigar as referências, ver fotos, pegar contatos, de repente achar alguém que já esteve nesse local, essas coisas. Eu felizmente dei sorte e achei alguém de confiança.

Procure referências!
Uma boa mesmo é você falar também com pessoas que estão aqui no Porto. Porque elas já podem passar contatos de outras que vão voltar pro Brasil e vão ceder a vaga. Isso é ótimo porque você tem um referencial de maior confiança.
Sem contar que quando você recebe as informações pela Luisa Capitão, ela te manda uma lista de alojamento privados. Acredito que todos sejam de boa referência, né.. Mas não sei.

E o mais importante: não fique parado esperando que alguma alma caridosa vai aparecer com uma vaga pra você do nada. Você vai ter que passar horas e horas, dias e dias, avaliando anúncios e propostas até fechar. Tem que correr atrás mesmo.

Porém, NUNCA FECHE COM O PRIMEIRO ANÚNCIO QUE PARECER BOM. Acredite, sempre pode aparecer outro ainda melhor.
Agora vou ser sincera. Achar alojamento é sempre uma novela! Então boa sorte aos que vão começar o primeiro capítulo. :P 

Valeu pelo recado, Geisi!
Boa sorte na procura! =***

terça-feira, 21 de junho de 2011

Mochilão

Memorial do Holocausto em Berlim
Olá, meu povo!

Cheguei de viagem do meu quase mochilão. Me deu a louca e resolvi ir em um monte de lugar ao mesmo tempo sem ter todas as passagens e as hospedagens. Errei em fazer isso, mas pelo menos aprendi bem a lição.
Roteiro:

Porto/ Dublin (de Ryanair - comprada)
Dublin/ Edinburgo (de Ryanair - comprada)
Edinburgo/ Bruxelas (de Ryanair - comprada)
Bruxelas/ Amsterdã (de ônibus pela Eurolines - comprada)
Amsterdã/ Berlin (de ônibus - a comprar)
Berlin/ Frankfurt (de ônibus - a comprar)
Frankfurt/ Porto (de Ryanair - comprada)

Fui de Bruxelas pra Amsterdã porque não tem vôo low cost de Porto pra lá. Os vôos que tem são bem caros. O mesmo pensei em relação à Berlim. Porém me lasquei em Berlim. Isso porque comprei as passagens na hora, que é o dobro do preço algumas vezes e eu nem sabia! Gastei todo o meu dinheiro com Berlim. Onde eu já tinha passagens, deu tudo certo. Então a dica que eu dou. Se vai sair assim conhecendo um mundo de lugares, ao menos compre com antecedência os tickets! Eles tem descontos e você tem a certeza de embarcar.

Outra novidade. Perdi meu cartão de residência em Amsterdã. FUUUUUUU.
Vou ver como resolvo isso e depois conto pra vocês. Fiquei com medo de me barrarem no aeroporto, mas felizmente deu tudo certo e consegui voltar pra casa direitinho. Até entrei no portão errado, no de Londres e até pra lá eles nem se importaram. Carimbaram o passaporte e eu passei. Depois que fui ver que a doida me disse o portão errado, daí voltei. Depois conto pra vocês como resolver isso.

Abraços! o/

quinta-feira, 9 de junho de 2011

Dicas: hora de fazer a mala

Olá, pessoal!

Achei necessário fazer esse post por dois motivos:
Primeiro que tive muitas dúvidas do que levar, de como montar a mala antes de vir pro Porto e não tinha ninguém que me orientasse quanto a isso, por isso deixei de trazer umas coisas e trouxe coisas desnecessárias;
Segundo que muitas pessoas vieram me perguntar isso através do face e do orkut.


Aê!! Vou pro Porto. E agora? O que levar?
É complicado porque eu me perguntava: "Como colocar minha vida por 6 meses em uma mala???" Pois calma! Aqui vão algumas dicas pra galera que está vindo.

1) Primeiro pense na sua faculdade. Tenho alguma coisa no Brasil que eu vou usar lá? Eu digo isso porque eu estudo design, então eu e minhas amigas precisamos gastar um bom dinheiro com coisas que já temos tipo lápis de cor, canetas especiais, estilete, tesoura boa, essas coisas. Se você tiver certeza que vai usar, traga. Porque já é um dinheiro a mais no bolso! Essa dica serve pra algumas coisas do seu cotidiano também.

2) Não compre roupas para viajar! Não compre sapatos! Traga apenas o que já tens em casa! Aqui as coisas são muito mais baratas, inclusive as coisas de marca. Deixe pra comprar à medida da sua necessidade aqui.

3) Traga apenas 1 mala! Quando você vem, tem direito a duas malas, mas traga só o básico, só o necessário. Você vai sentir vontade e vai precisar comprar coisas aqui. O limite são duas malas. Se você vem com as duas, como vais levar as coisas que comprar aqui? Trazendo uma única mala, aqui você compra outra e vai ser tudo tranquilo. Conheço pessoas que tão no desespero com isso! Traga apenas uma!!

4) Não traga suas roupas preferidas! Como assim??? Exato! Não traga! Outras virão e as preferidas deixarão de ser preferidas ou vais simplesmente deixá-las pelo caminho... Traga roupas que não tenhas apego. Isto também vale para sapatos, perfumes e coisas pessoais.

5) Traga seu dicionário! Me arrependo muito de não ter trazido meus dicionários de inglês e italiano. Isso porque com certeza vais querer conhecer outros países, então podes precisar de auxílio. Além disso, na faculdade muita gente fala apenas inglês. Muitos erasmus. Então é uma boa hora pra praticar o inglês, espanhol, italiano... É claro que se tiveres só dicionário enormes, melhor não! Mas traga aqueles pequenos, de bolso. São perfeitos!

6) Não esqueça os documentos importantes! Pelo amor de Deus, não esqueçam dos documentos importantes! Não esqueçam o seguro de vida ou PB4, a declaração dos pais, a declaração de meios de subsistência, essas coisas... Quando você for renovar o visto, é importantíssimo ter: declaração dos pais e comprovante de meios de subsistência, ok??

Bom, acho que apenas com essas dicas, já devo ter ajudado muita gente. :P

Aviso: Galera, amanhã eu vou viajar. Vou fazer um mochilão, por isso vou ficar um pouco sumida. Volto no final do mês, ok?

Boa sorte, povo! ;*

quarta-feira, 8 de junho de 2011

Visto de Residência

Olá, pessoal!


Este tópico é para falar um pouco sobre coisa séria!
Já falei muito de viagens! :P hahahaha

Pois bem... Quando você vem ao Porto, você vem com o visto de estudante, porém este tem validade de alguns meses. Pra você ficar, então precisas fazer a renovação, que na verdade é o visto de residente temporário. Com ele, você pode sair e voltar de dentro do Tratado de Schengen quantas vezes quiser!

Eu só entrei com o pedido um pouco mais de 2 meses depois que cheguei. E sinceramente acho que devia ter ido antes, depois do primeiro mês ou um mês e meio. Primeiro que você precisa marcar a data para levar os documentos, que pode demorar umas 3 semanas. E depois que você pede, ainda PODE demorar até 3 meses pra chegar. O meu está quentinho! Acabou de chegar! :D Demorou 1 mês e meio!

Mas quando você entrega os documentos, eles te dão um papel que você pode apresentar nos aeroportos caso precise sair do Tratado. PORÉM, no aeroporto eles podem aceitar ou não! Isto porque não tem foto sua neste documento. Mas felizmente eu fui em Londres e não tive problemas! Bastou o papel lá.

Onde ir?
Todo mundo me dizia que eu teria de ir no SEF. E fui lá! Chegando lá, me disseram que era no CNAI (Centro Nacional de apoio ao Imigrante)! Lá eles me dão uma lista de documentos a levar e me dizem que data posso voltar lá. Peguei dados do local na internet:


CNAI - Porto

Rua do Pinheiro, 9

4050-484 Porto
Tel.: 22 207 38 10
Fax: 22 207 38 17
E-mail: geral.cnai-po@cnai.acidi.gov.pt
Horário: 2ª a 6ª das 08h30 às 16h30
(MENTIRA! Eles abrem às 9h! Tens que descer na Trindade.)


Valor?
Entre 35 e 41 euros.

Dica: Escolha um dia que você não tenha compromissos. Porque demora muito! Muito! Ficas lá no MÍNIMO 3 horas para entregar os documentos. Pra marcar é rápido, mas pra entregar... Aff...

sábado, 4 de junho de 2011

Viagem: Aranjuez

Aranjuez é uma cidadezinha pequena próximo de Madrid. Como eu já tinha visto tudo o que queria em Madrid, pedi uma sugestão à menina do hostel de onde ir. Ela sugeriu Aranjuez e resolvi pesquisar na net. Lá falava de palácios, então fui.

Aranjuez, pra mim, é uma cidade pequena do interior, com grandes construções e cheio de gente rica. É ótimo pra você passar uma tarde, um dia apenas..
Não tem muita coisa pra ver na verdade... É um lugar pra relaxar...

Como chegar
Saindo da estação de comboios de Madrid, peguei o trem (renfe) por 6,40 euros ida e volta. Quando se chega na cidade, você segue reto na saída da estação, vira à esquerda e depois de uns 10, 15 minutos de caminhada, você já vê à sua direita o Palácio. Fácil.

Transporte
Dá pra ver tudo andando. Mas se quiser gastar dinheiro à toa, podes pegar um ônibus logo na estação de comboios, que te deixa no centro da cidade.
Mas aconselho ir andando até o Palácio e de lá começar a ver a cidade. E se tiver muito cansado, aí pega o ônibus de volta para a estação.

Alimentação
Não faço idéia! :P Cheguei lá depois do almoço e voltei antes do jantar. Nem comi nada. :D Mas tem uns barzinhos, lanchonetes e restaurantes ali próximo do Palácio. Pareciam ser ótimos.

Hospedagem
Eu sinceramente duvido que turistas queiram dormir lá. :P
E nem vi hotel. Ao menos não que eu lembre... :P

Lugares
* Palácio Real de Aranjuez. (Enorme e muito bonito!)
* Iglesia Nuestra Señora de las Angustias
* Plaza de Toros

Em resumo, o dia em Aranjuez foi ótimo, o Palácio é lindo, mas só acho que se deve ir lá se realmente tiver tempo sobrando. Não seria um destino eu se TERIA que ir, entendem? Mas valeu muito a viagem! :)

quinta-feira, 2 de junho de 2011

O começo do fim

Faltam exatamente 2 meses pra eu voltar para o Brasil e começo a sentir o peso do retorno. Os amigos começam a voltar pra seus países e você começa a refletir.
É curioso como todo o período que passamos aqui é como se fosse uma vida inteira, onde passamos por tantas coisas, por diversas fases... Eu falo por mim, mas em conversa com outras pessoas, percebo que não sou a única a passar por tudo isso. As fases mudam de pessoa pra pessoa, claro, mas comigo aconteceu assim:

Primeira fase: A EMPOLGAÇÃO
Quando eu cheguei, pensei: Deus, estou realizando meu sonho após anos de planejamento! Não acredito! Tudo é lindo! Tudo é maravilhoso!!! Obrigada!!!
De fato tudo é empolgação. Você teve a coragem e força de vontade de ir atrás de seus sonhos, atravessou o oceano e chegou finalmente à Europa! Chegou na terra prometida! Daí você consegue ver lugares que só via na televisão, lugares que só via nos livros e percebe que você é capaz de conquistar qualquer coisa! TUDO É LINDO!! É fantástico!
Um dia você acorda e diz: Ah, semana que vem vou em Paris. Daqui a 3 semanas vou em Londres. CARAMBA! É INCRÍVEL!!!! E faz amigos do mundo todo!! É demais!
Sem falar na empolgação de morar sozinho!

Segunda fase: A SAUDADE
Você passa a ver que as coisas não são assim tão fáceis quanto parecem e que vai ter que superar muitos obstáculos. Vai sentir falta de ter a comidinha pronta em casa, de ter a roupa cheirosinha, de ter dinheiro pra comprar o que quer.
Vai morrer de saudades do namorado, se tiver. Vai pensar nas saídas com as amigas. E vai achar que a grama européia não é tão verde assim...
Pior ainda se você for tímido, falar com poucas pessoas e não sair pra festas, como eu. Aí mesmo que você sente falta da sua vida, das coisas e das pessoas.

Terceira fase: A DEPRESSÃO
O que?? Depressão???? Sim! É mais comum do que eu podia imaginar.
No início das aulas eu lembro bem que Luísa Capitão deu uma palestra sobre a mobilidade e disse que tem disponível consultas a preços reduzidos para estudantes que precisarem, inclusive com o psicólogo pra quem tiver depressão. Eu lembro que pensei: Como é possível alguém sentir depressão realizando o sonho de estar na Europa???? Pois bem, é possível. E é mais comum do que se imagina. Exatamente por isso que ela mencionou na palestra, penso eu.
Porque há momentos em que você percebe que mesmo tendo amigos, é apenas você por sua conta e risco. E a saudade está tão grande, tão sufocante, que você se bota a chorar igual uma criança. Do nada!
Tudo o que você quer é sua casa, sua vida, sua família, seu namorado, sua cama!
Mas felizmente essa depressão é passageira. Você começa a viajar e a fazer mais amigos, daí vai aliviando aos poucos e você vai se acostumando com a "nova vida".

Quarta fase: A RE-DESCOBERTA
Depois de alguns meses, de tantos momentos vividos, de tantas coisas que se viu e passou, você começa a ver o quanto conquistou, o quanto viveu todos os sentimentos com intensidade: você sentiu medo e coragem, sentiu alegria e tristeza, sentiu frio e calor, sentiu a dúvida e certeza. Tudo junto! Ao mesmo tempo! E percebe que está vivendo uma experiência incrível! Daí você sente vontade de ficar mais! Onde até um mês atrás você só pensava em voltar pra casa, agora você quer aproveitar cada minuto como o início do fim! Você passa a se apegar a tudo o que passou e a sentir saudade sem nem mesmo ir embora. É confuso, mas é um sentimento interessante. Porque é um sentimento único.

Eu estou vivendo esta quarta fase.
Como explicar o que se sente? Não sei se sinto saudades de casa ou sinto saudades do que ainda não perdi aqui. Sinto falta da minha vida, mas gostaria de manter o que tenho aqui. Queria poder levar comigo algumas pessoas e trazer outras do Brasil pra cá. E é tudo tão novo...


Sei que ainda tem mais uma fase por vir. A fase da despedida, que só saberei como é em breve..
Mas eu posso afirmar com todas as letras que eu viveria tudo de novo! Porque a gente cresce! Com certeza passaria por tudo mais uma vez!

Então digo aos que querem vir: FÁCIL NÃO É, MAS VALE À PENA!

terça-feira, 31 de maio de 2011

1000!!!

Olá, pessoal!
Quero registrar minha imensa alegria por mais de 1000 visitas ao meu humilde blog! :) Estou muito feliz e gostaria de agradecer a todos.

Fiquei incrivelmente feliz de ver que tenho visitas da Dinamarca, Grécia, EUA, Espanha, Malásia, Hungria... Mas gostaria de conhecê-los também! Então sejam todos bem vindos! :)

Aproveito para pedir que as pessoas deixem comentários com sugestões, dicas, opniões e aproveitem para colocar seu twitter, orkut ou facebook para aumentarmos a nossa rede de relacionamentos. Assim fica mais fácil e mais interessante conhecer pessoas em todo o mundo e trocar experiências!

Em breve teremos mais postagens sobre outros destinos. Ainda falta eu colocar sobre Zaragoza, Aranjuez e Londres!! Mas prometo que não farei apenas postagens sobre viagens =p Ainda tenho muitas coisas a comentar sobre o Porto, sobre a universidade, sobre a vida aqui! Espero que gostem.

Caso queiram:
Twitter: @falecomkarol
Facebook: www.facebook.com/falecomkarol
Orkut: Karoline Guimarães

Abraços a todos! ;*

domingo, 29 de maio de 2011

Viagem: Toledo

Um dos lugares que mais gostei dentre todos os lugares que já conheci: Toledo!
Trata-se de uma cidadezinha pequena na Espanha, perto de Madrid.
A cidade parece aquelas cidades antigas que a gente só vê em filmes! Com castelos e muros de pedra. E cheia de lojinhas vendendo espadas, armaduras, miniaturas de castelos. Lindo! Simplesmente lindo! Dá pra conhecer a cidade toda a pé e em uma tarde. Mas prepare-se! A cidade tem ladeiras sem fim! É preciso ter disposição e um bom calçado pra andar nela. E água!! Porque cansa bastante!



Como chegar:
Para ir a Toledo saindo de Madrid, existem duas possibilidades: de ônibus ou de trem (renfe). No meu caso eu fui de ônibus por dois motivos: era mais barato e eu tinha tempo pra viajar. De ônibus eu paguei uns 9 euros e pouquinho ida e volta. De renfe seriam 16 ou 18 euros, se não me engano. Demorei 2 horas pra chegar em Toledo. A viagem foi bem tranquila e eu comprei o bilhete na hora. Tem transporte saindo da estação a cada meia hora, então é bem tranquilo e você pode voltar na hora que quiser até umas 11 e pouco da noite.


Transporte:
Pés!!! hahahaha Se você quiser gastar com ônibus, gaste, mas pra mim neste caso é coisa de preguiçoso! Isso porque a cidade é pequena, então eu achei bem tranquila de conhecer à pés. Mas se quiser pegar um ônibus, eu não tenho idéia do valor da passagem.


Alimentação:
Bom, eu passei só uma tarde em Toledo. E eu estava tão empolgada com tudo que nem pensei em comida :P Mas eu vi vários restaurantes, algumas poucas lanchonetes e vários mercadinhos pequenos onde é possível comprar água, sucos, essas coisas.. Pelo que eu vi, não era caro não. Tem uns restaurantes super charmosos que acho interessante parar, comer alguma coisa e curtir o clima da cidade.


Hospedagem:
Não tenho idéia! hahahahahaha
E sinceramente duvido que existam muitas pessoas que passem mais que um dia lá. Porque a cidade é pequena, então dá pra conhecer tudo num único dia. Mas como eu gostei muito, muito, eu gostaria de passar dois dias lá, mas não tive tempo. =/


Lugares:


*A Catedral! A Catedral é absurdamente linda por dentro! Vale muito, muito à pena entrar. Não sei se chega a ser pecado dizer isso, mas eu achei mais bonita que a Notre Dame por dentro! Achei incrível!
* Museu Del Greco.
* Alcazar.
* Real Fundación de Toledo. Este foi o lugar que eu mais gostei! Não a Fundação em si, até porque nem entrei lá, mas a vista que tem em frente (é a primeira foto do post). Que vista linda! Fiquei lá um tempão olhando. Fiquei pensando na minha vida e pensando: DEUS, ESTOU NA EUROPA!!! Isso é incrível!

Ah, existem lugares lindos pra se vê em toda a cidade. Nem precisam ser pontos conhecidos. Basta andar e contemplar tudo. Lugar lindo! Que eu aconselho todos a visitar! Maravilhoso!

Bjs! :)

quinta-feira, 5 de maio de 2011

Viagem: Madrid

ADOREI Madrid!

Como chegar:
Comprei minha passagem novamente pela Ryanair. Viagem simples e rápida. Chegando no aeroporto, achei tudo muito confuso. Não sabia se ia ao terminal T1, T2, T3 ou T4. E ninguém informava direito as coisas. Não achei o ponto de informações turísticas, mas peguei um mapa com uma agência de aluguel de carros. Mapa confuso, mas que me ajudou durante toda a viagem. Acabei saindo do aeroporto e pegando um ônibus (autobus) por 2 euros.

Transporte:
Madrid também tem de tudo: ônibus, metrô, táxi... E o metrô tem tantas linhas quanto o de Paris. Se você nunca andou de metrô, com certeza vai passar um bom tempo tentando entender. Praticamente não usei transporte. Fiz tudo à pé porque a localização do meu hostel era boa. Andei muito, mas também porque conhecer a cidade de verdade não tem preço! Mas o preço da passagem é 1 euro no metrô. Se quiser ir pro aeroporto, tem que pagar um adicional de +1 euro.

Alimentação:
Achei um pouquinho mais caro que em Porto, porém mais barato que em Paris e Dublin. Tem muitos mercadinhos e barzinhos por todos os lados, então fome não se passa! :P

Hospedagem:
Eu fiquei em um hostel que não é lá muito, muito bom, mas atendeu às minhas necessidades. Foi no Mad Hostel. Achei o preço bom, localização boa, atendimento bom e café da manhã simples, mas gostoso. E tem computadores com acesso à internet grátis! Eu ficaria lá novamente!

Lugares:
Em menos de 2 dias eu consegui ver lugares incríveis.
A maioria dos pontos são bem próximos, então dá pra ir em muitos lugares andando. Vou citar alguns porque não lembro de todos. =p

*Museu Reina Sofia: IMPERDÍVEL. Quem vai em Madrid e não vai no Reina sofia, não foi a Madrid!! É lá que fica a Guernica e obras de Dali. Eu fui lá e vi a Guernica! =3

*Gran Via: É uma rua importante do comércio. Só isso! :P hahaha

*Plaza de Cibeles: Foi onde eu desci do ônibus e comecei minha caminhada pelos pontos. Tem o Palácio de Cibeles que é deslumbrante! Muito legal de ver!

*Plaza Mayor: Dispensa comentários! Quem for a Madrid PRECISA ir lá.

*Mercado de San Miguel: Um mercado que vende principalmente frutas a preços altos. É isso. :P Não é um ponto forte, mas é bonitinho de ver.

*Palácio Real: Enorme por fora! Dia de domingo é grátis pra entrar, mas justo no domingo que eu fui, ele estava fechado! :(

*Palácio de Cristal: É bem bonito, mas também só tem um parque pra fazer uma caminhada ou um pique-nique. Mas é interessante ir.

*Museu Del Prado: Também é um museu super importante. Infelizmente não entrei porque a fila estava gigantesca e eu não tinha tempo a perder! Mas é lógico que tinha que passar por lá!

*Ópera: Só passei na porta também. É bonita a praça na frente.

*Feira del Rastro: MARAVILHOSA! Feira onde você vê de tudo, compra de tudo a preços ótimos! Todo o domingo! Recomendo!

*Plaza de Toros de las Ventas: É o ponto mais afastado, por isso nem todo mundo vai lá. Mas é um símbolo importante da Espanha, onde são realizadas as atividades relacionadas às touradas. Este é o 2º maior complexo do gênero no mundo. É lindíssimo! Valeu à pena ir!

*Parque de Eva Peron: É bem próximo da Plaza de Toros. Não tem nada! É um parque pequeno, sem nada demais, com um monumento muito do sem graça pra Eva Peron. Só isso. Nem vale a pena ir.

Fui em mais lugares, mas não lembro os nomes. Acho que foram muitos! :P
Bom, é isso. Depois falo de Toledo e Aranjuez! Abs!


quarta-feira, 4 de maio de 2011

Viagem: Espanha

Acabo de voltar de viagem. Fui para a Espanha! \o/
Confesso que não estava muito animada e achava que não ia achar grande coisa, mas admito que adorei! Fui para Madrid, Toledo e uma cidadezinha chamada Aranjuez. Falarei de cada uma nos próximos posts.

A Espanha é incrível! É lugar de gente feliz!
Com crianças jogando bola, meninas brincando, pessoas tocando violão. E ao mesmo tempo, prédios lindíssimos, grandes e cheios de detalhes. Adorei!

Em 3 dias de viagem era pra eu conhecer Madrid em 2 e 1/2 + Toledo em 1/2 dia, mas como eu andei muito, muito mesmo no primeiro dia e consegui completar toda a minha programação em 1 dia a menos, então aproveitei e perguntei à menina do hostel algum lugar que poderia ir. Ela me sugeriu Aranjuez e eu gostei muito!
Colocarei mais detalhes de cada lugar nos próximos posts!

Até! :)

quarta-feira, 20 de abril de 2011

Quando a saudade aperta

Antes de viajar, sempre pensamos que vai ser tudo lindo e maravilhoso durante nossa estadia em outro país e que os problemas sempre vão aparecer para os outros e nunca pra gente. Mas quando chegamos aqui, passamos pelos mesmos "problemas" que qualquer "erasmus" passa. E a gente sempre acredita que com a gente é pior.


Em algum momento você vai sentir uma imensa felicidade;
Em algum momento você vai sentir-se sozinho;
Você vai sentir coragem;
Você vai sentir medo;
Você vai gastar demais e passar aperto depois;
Você vai economizar e passar aperto do mesmo jeito;
Você vai passar muito frio;
Você vai passar muito calor... Enfim, você vai sentir de pouco de tudo.

Mas penso que dentre esses muitos "problemas" durante a mobilidade, a saudade talvez seja o pior deles. Saudade de quem está longe e você sabe que não tem solução pra isso. O jeito é esperar...
Pra driblar isso, eu tento não pensar na pessoa ou naquilo que sinto saudade, mas não tem jeito. Quando a saudade aperta, não tem pra onde correr... É sofrimento mesmo...
Sobretudo pra quem tem namorado, como eu. Saudade sobretudo dos finais de semana quando íamos ao cinema... Dói!!! Saudade dói demais!!! ='(

segunda-feira, 18 de abril de 2011

Básico de espanhol

Estes dias deixei o blog um pouco de lado por estar ocupada planejando minhas próximas viagens e me organizando. Desculpem!

Falando em planejamento de viagens, meu próximo destino será a Espanha! Exatamente por isso que estou começando a fazer pesquisas e re-aprendendo algumas palavras em espanhol. Eu estudei 1 ano, mas tem muito tempo que não leio nem falo nada!
Por isso busquei na internet e achei um site bem bacana que ensina frases básicas em espanhol para viajantes. Clique aqui para ver o site (clique em Guia de Viagem).

Quando se vai para um país com um idioma diferente, não é necessário estudar profundamente, mas é interessante saber algumas palavras básicas, por isso resolvi deixar a dica.

Aproveito para avisar de algumas mudanças que farei nas postagens. Nos posts de Dublin e Paris, utilizei apenas uma postagem onde falei de forma geral de cada lugar, por isso acabei por deixar passar muita coisa interessante. Sendo assim, farei postagens extras, falando de lugares específicos que pedem uma explicação maior, ok? Acho que irão gostar.

E se alguém tiver alguma pergunta ou sugestão de assunto, fique à vontade!
Estou aqui para ajudar!
Até breve! Abs.

domingo, 10 de abril de 2011

Viagem: Paris

A minha viagem pra Paris foi maravilhosa!
Em seis dias foi possível conhecer muita, muita coisa!

No meu caso, assim que cheguei, resolvi andar pra conhecer logo. Estava ansiosa!
Segui a avenida à direita do prédio onde desci do ônibus já em Paris, e mais pra frente, a primeira coisa que eu vejo: O Arco do Triunfo! Lindo, no meio da rotatória. E uma mulher me perguntou: Pelo amor de Deus, como chega ali? hahahah É porque não tem como chegar lá por cima. Ficam milhões de carros ao redor do Arco. Pra maior segurança, você tem que descer umas escadas que dão acesso ao Arco ;)
Andei mais um pouco e me deparo com ela: A Torre Eiffel. Fui atrás dela e ela é lindíssima. Você fica um tempão olhando sem acreditar que você está olhando pra ela. hahahaha
Bom, se eu for contar como eu vi cada coisa, esse post será eterno, então vou falar de forma geral.

Como chegar:
Comprei minha passagem pela Ryanair. Como eu disse neste post, a Ryanair nem sempre para em aeroportos dentro das cidades, ela busca aeroportos alternativos, que é o caso de Paris. O aeroporto que paramos foi o Paris Beauvais, que fica a 1:30h de Paris.
Para chegar em Paris, você pega um ônibus que custa 15 euros só ida. Antigamente tinha desconto quem comprasse ida e volta, mas agora não tem. 30 euros ida e volta. Neste caso, valeu à pena pra mim porque paguei 30 euros pela Ryanair (com taxas) + 30 = 60 euros ida e volta. Por outras companhias, esse é o preço da passagem só de ida.
Chegando em Beauvais, você sai do prédio do aeroporto, vira à esquerda e anda até uma área que tem uns ônibus parados. É lá que você compra o bilhete do ônibus e segue para Paris. Em Paris, você para em Porte Maillot, onde vários outros ônibus param. Alí próximo você tem uma estação de metrô, que fica contornando um prédio que tem em frente.

Transporte:
Paris tem de tudo: ônibus, metrô, táxi... No meu caso eu só andei de metrô porque com ele você consegue chegar em qualquer canto da cidade, já que são nada menos que 14 linhas! Pra quem vai passear, tem várias opções de bilhete; tem pacotes de 3 e 6 dias, que você pode andar quantas vezes quiser nesses dias e tem pacotes de 10 bilhetes, por 12 euros. No meu caso esse é mais vantajoso porque eu gosto de descer em um ponto e conhecer a cidade à pé. Se for comprar avulso, custa 1,70 euros. O que eu não gostei nada é que achei o metrô velho, sujo e mal cuidado. Tem umas linhas mais moderninhas, mas toda a estrutura do metrô é suja.

Alimentação:
Achei mais caro que em Porto, mas mais barato que em Dublin. Demorei pra achar um supermercado lá! Eles não são grandes e achei escondidos. Mas opções não faltam. Dizem que se for a Paris, é obrigatório tomar um cafézinho em um barzinho com mesas redondas na porta e apreciar a cidade. Eu não fiz isso, mas vi MUITAS pessoas fazendo. Tipicamente a visão de parisienses chiques, elegantes, mega-maquiadas, com seu cigarro, tomando café e lendo um livro. Vi várias!

Lugares imperdíveis:
São tantos lugares lindíssimos, mas se tiver que escolher, eu diria:
Arco do Triunfo: além da história, ele tem um teto lindíssimo que fiquei encantada. Você pode subir (pagando, claro) e ver a cidade.

Torre Eiffel: nem precisa explicação. Você encontra 2 restaurantes lá em cima (se pagar pode subir, claro) e consegue ver toda a Paris também.

Musée D'Orsay: você encontra obras incríveis de Van Gogh, de Monet, de Rodin, entre outros. Foi lá que me emocionei olhando o PERFEITO Auto-retrato de Van Gogh. LINDO!

Musée du Louvre: também dispensa explicações. Lá eu vi: a Vênus de Milo, o Escriba, a Monalisa, obras de Ingres, Botticelli, da Vinci, arte egípicia, renascentista, medieval, tem tudo!!

Catedral de Notre Dame: o lugar mais importante pra mim nesta viagem. Eu tinha o sonho desde que conhecei a gostar de arte, de conhecer Notre Dame. Então foi emocionante demais pra mim. Tanto que fui lá duas vezes. Pra entrar na Catedral você enfrenta uma fila, mas não precisa pagar nada. Quem quer subir nas torres, sai da Catedral e vai na lateral esquerda, que tem outra filinha (essa demora) que, pagando, você sobre. 5 euros para estudantes até 25 anos.

Moulin Rouge: esse não é para entrar. É só pra dizer que você passou lá :P hahaha Eu vi na porta, em um cartaz, que a entrada era 165 euros. hahaha Eu? Pagar isso pra ver mulher pelada? Não mesmo. Só fui na porta e voltei pra casa.

Além desses eu citaria: Jardins de Luxemburgo, Sacre Coeur, Museu de Rodin, Pantheon, Ópera de Paris, Galerias LaFayette, Grand Palais, Petit Palais... Aff... Tanta coisa linda que eu vi! O que não falta é lugar pra ver!


Meu último dia era numa segunda-feira, que eu tinha reservado para ir em Versalles, mas eu não sabia que ele era fechado às segundas. Isso serve de aviso pra quem for

Dicas:
*A mesma dica novamente: Arrume um mapa! A primeira coisa que você deve fazer é sempre arrumar um mapa da cidade. Vale a pena. O meu eu arrumei porque eu pedi um folheto daqueles ônibus de turismo. Lá tinha um mapa dos principais pontos. Foi beleza! :D hahaha Outra coisa é pedir um mapa grande e um pequeno do metrô. No grande, você tem o nome das ruas.


*Cuidado com o golpe do anel. Uma amigona minha tinha me falado nesse golpe, por isso fiquei alerta. São umas velhas desocupadas que ficam nos pontos turísticos, principalmente próximo do rio Sena e da Torre Eiffel que ficam com uns anéis dourados que tu jura que é ouro. Elas passam perto de ti e deixam o anel cair. Perguntam se é seu e te dão. Você não pode aceitar. Se aceitar, elas te pertubam pra você dar dinheiro a elas.


*Cuidado com bolsa, carteira e celular. Tem MUITO imigrante em Paris que sobrevive furtando turista. Tome cuidado.


*No primeiro domingo do mês a entrada do Museu do Louvre é gratuita. :D Exatamente por isso que você tem que chegar cedo. O Museu abre às 9h, mas eu cheguei às 8h e já tinha uns 30 na minha frente. A cada minuto a fila se multiplicava. Quando eu saí de lá, umas 17horas, a fila ainda estava gigantesca, atravessando as pátios do Louvre. Eu dei maior sorte :)


*Também vá preparado para andar. Muitas coisas são próximas, então fica fácil de conhecer.


É isso. Tentei resumir ao máximo porque é muita coisa! :D.

sábado, 9 de abril de 2011

Custo da alimentação

No Orkut, vi pessoas perguntando sobre quanto custa a alimentação aqui em Porto, então resolvi colocar um tópico sobre o assunto.


Quase todas as Faculdades da UP tem cantina universitária. Famoso R.U. Nelas, você encontra boas opções de refeições e em excelente quantidade. Você pode escolher na hora entre carne, peixe, comida vegetariana e dieta e geralmente todos são ótimos!
Na bandeja vem: 1 refeição + 1 sopa + 1 pão + 1 suco + 1 sobremesa.
Comer na cantina tem algumas vantagens: é mais prático, você não precisa limpar louça depois, vem uma quantidade boa, é nutritivo, gostoso e barato para a quantidade. Custa 2,15 a refeição (veja a foto).




Mas eu prefiro fazer meu próprio almoço.
Primeiro que eu não preciso daquele monte de comida, segundo que, como eu como menos, sai mais barato eu preparar em casa, terceiro que eu tenho esteatose e preciso regular a quantidade de gordura na comida.

Em resumo, o que compensa mais, comer fora ou em casa?
A resposta é: depende. O que influencia é a quantidade e o tipo de comida que você escolhe.
Só pra se ter uma idéia de preços no supermercado:

Pacote de torrada 750g 1,49
Queijo fresco 1,29
Leite condensado: 0,89
Polpa de tomate 0,34 - 1,01
Pacote de maçãs 1,39
Açúcar 1kg 0,89
Lasanha a bolonhesa média 1,49
Leite 1l 0,49
Arroz 1kg 0,77
Oleo de cozinha 0,99
Lombos de pescada 400g 2,99
Carne moída 1kg 4,99
Pacote de macarrão 0,40

Digamos que vc faça macarrona com molho de tomate e carne moída. Se vc fizer um prato de tamanho normal, dá menos de 1,50 com temperos e tudo. Mas se vc for comprar um sanduiche com um suco, por exemplo, sai 1,20 + 1,00 = 2,20. Mas se vc quiser comer em restaurante, nao sei o preço pq nunca comi :D hahahahha



Bom, é isso.
Espero que ajude.

sexta-feira, 8 de abril de 2011

Tratado Schengen na prática

Achei interessante falar rapidamente em termos práticos sobre as diferenças que encontrei em viagens dentro e fora do Tratado de Schengen. Quem ainda estiver se perguntando o que é esse Tratado, basta rever o post que fiz sobre o assunto clicando aqui.

Bom, eu viajei para Paris e para Dublin. Paris está dentro do Tratado e Dublin está fora. Em Paris, tive que passar por aquela vistoria de sempre, passando pelo raio-x e detector de metais. Em Dublin, fiz o mesmo, mas antes de ir para a área de retirada das malas, tive que passar pela vistoria do passaporte. Lá, eles me perguntaram diversas coisas: o que eu sou, o que faço, o que estudo, qual o motivo da viagem, quantos dias eu vou passar, onde vou ficar. No caso de Dublin, eles ainda tiraram um foto minha na hora, que fica no banco de dados. Não sei se nos outros países é assim também. Daí se eles quiserem, eles deportam você.

Em resumo, em termos práticos, há essa vistoria mais apurada de quem entra e por que entra no país. Para os países do Tratado de Schengen, é mais tranquilo. Só continua tendo aquelas coisas chatas tipo quantidade de líquidos na bagagem, essas coisas...

É isso. Até!

quinta-feira, 7 de abril de 2011

Viagem: Dublin

Não tenho palavras para dizer o quanto eu gostei de Dublin (na Irlanda).
A cidade é bonita, com prédios lindos, uma cultura incrível e uma música maravilhosa!
Você andando no meio da tarde de sábado pelas ruas do centro, vê aquelas cenas de filmes, onde pessoas ficam nos pub's com um copão de cerveja (Guinness, claro!) e música irlandesa ao vivo. Incrível!


Como chegar:
No meu caso, peguei uma promoção da Ryanair. Ida e volta com taxas saiu pouquinho menos que 50 euros, mas o preço normal é beeem mais que isso, então dei sorte. O aeroporto não é tão longe. Logo que você sai, você encontra ônibus e táxi à sua disposição. Achei o táxi muito caro, então se possível, pegue um vôo que chegue cedo porque o último ônibus sai às 23:30. Depois disso, somente às 6 horas da manhã.
Quando você chegar no aeroporto de origem, não esqueça de levar seu papel do check-in on line no guichê da Ryanair para ser carimbado!

Transporte:
Para a minha surpresa, Dublin não tem metrô. Apenas táxi, ônibus e uma espécie de bondinho. Mas transporte é MUITO caro. O bilhete de ônibus mais barato custa 1,85 euros. Você precisa levar trocado em moedas porque eles não te dão troco. Você coloca em uma caixinha de metal ao lado do motorista e fala pra ele o valor. Se você der a mais, vai receber uma espécie de vale, que você poderá trocar em uma loja no centro. Então para evitar o trabalho ou a perda de dinheiro, melhor ter muitas moedas na bolsa.

Alimentação:
Também não achei barato. Se você optar por comprar coisas no supermercado, acho que sai mais em conta. Existe um supermercado chamado Tesco, que tem algumas coisas em promoção, que aí dá pra comprar coisas deliciosas a um preço bom.

Lugares imperdíveis:
Dublin Castle.
Rua do Temple Bar.
Catedral de Saint Patrick. É muito linda e ponto turístico bastante conhecido. Mas pra ser sincera eu não entrei. Eu acho errado cobrar entrada pra conhecer igrejas, essas coisas.. Mas se não me engano, a entrada custa 5 euros para estudantes até 25 anos.
Depois escrevo mais nomes assim que lembrar. :P




Dicas:
*Arrume um mapa! A primeira coisa que você deve fazer é sempre arrumar um mapa da cidade. Alguns lugares e aeroportos oferecem gratuitamente, mas se não conseguir, compre. Vale a pena.

* Neste ano de 2011, foi realizado um acordo onde todos os museus nacionais da Irlanda garantem entrada gratuita para estudantes até 25 anos européus ou não-européus que estejam morando na Europa.

* Vá preparado para andar. Na área da centro, muitos pontos são próximos, então se você não for preguiçoso, consegue ver muita coisa sem gastar com transporte. Pegue um dia para andar com o mapa na mão. Além disso, quando você anda, você passa a conhecer não a cidade de cartão postal, mas o cotidiano dela, as pessoas e seus hábitos. Adoro isso!

* Não leve casacos grandes e pesados. O tempo em Dublin é bem louco. O melhor é você colocar uma roupa por cima da outra e se fizer calor, você apenas tira.

* Não peça sacola em supermercados. Você paga 20 centavos por sacola! Daí você pensa: Ah, mas são só 20 centavos! É, só que deve lembrar que são 20 centavos de euro, o que dá uns 50 centavos de real. Eu pelo menos acho muito caro uma sacola de plástico custar 50 centavos e eu ter que comprar toda vez. Quanto daria ao final de um mês? Então leve sua mochila e coloque suas compras nela.

Bom, é isso.
Espero ajudar quem estiver pensando em ir lá. Vale a pena! =)

terça-feira, 5 de abril de 2011

Ryanair: viagens low cost

A Ryanair é a companhia aérea mais conhecida na Europa pelos "erasmus" e mochileiros.
Ela é conhecida porque sempre faz promoções com passagens a preços muito reduzidos. Porém, a Ryanair tem algumas "pegadinhas".


Aeroportos:
Por ser uma companhia low cost, em alguns lugares, ela busca aeroportos alternativos. É o caso de Paris. A Ryanair não vai direto para Paris. Ela vai para Paris Beauvais, que fica a mais de 1 hora de ônibus do centro de Paris. Por isso, além das passagens, você também precisa pagar o ônibus. Portanto, só compre passagem se realmente valer à pena. Verifique onde é o aeroporto antes de comprar seu bilhete.

Malas:
Quando for por essa companhia, faça o possível para levar apenas uma mochila, senão você irá pagar 30 euros por mala! Se você for levar bagagem na cabine, existe um limite de tamanho e peso (até 10kg) que você deve respeitar.

Check-in:
Você deve sempre fazer o check-in on line. Por volta de 1 semana antes da sua viagem, eles te mandam um e-mail para você confirmar o check-in. Você faz e imprime. O ideal é fazer logo ida e volta para não correr o risco de você esquecer. Esse check-in deve ser feito entre 15 dias e até 4 horas antes da sua viagem. Daí você imprime os papéis. Se você não imprimir ou esquecer, você terá que pagar 40 euros pela impressão lá! Caríssimo!

Taxas:
Você precisa prestar bastante atenção nas taxas. Muitas vezes você vê um vôo por 7 euros, mas depois que coloca as taxas, pode dar uns 40 euros a passagem. Existe ainda uma taxa para o uso do cartão que custa 5 ou 6 euros por trajeto!

Cancelamento:
Não existe cancelamento na Ryanair. Se você não aparecer, vão te cobrar a passagem do mesmo jeito. Então pense bem antes de comprar.

Alimentação:
Eles não servem alimentação "gratuita". Eles passam vendendo as coisas. Aliás, é quase um mercadão popular porque eles vendem de tudo: comida, jornal, raspadinha, perfumes, carregadores de celular... Por aí vai...

Lugares:
Não existe lugar marcado. Onde você quiser sentar, pode. Exceto as 5 primeiras fileiras reservadas. Por isso que o povo corre quando o embarque abre, pra vê se podem pegar um lugar bacaninha.

Bom, é isso.
Boa viagem. :)

terça-feira, 22 de março de 2011

Porto: Casa da Música


A Casa da Música é uma instituição e (ponto turístico) bem famosa no Porto. Ela foi construída com o intuito de promover a música e acaba por promover as artes em geral porque sempre tem exposições, essas coisas.
Ela tem uma arquitetura única, com vidros, luzes, muito metal e concreto aparente. Cada lugar que você entra, tem um detalhe.



 Daí no final do prédio, acho que no 5º andar, do nada, de encontro à toda a mensagem contemporânea, você se depara com uma sala toda coberta por azulejos pintados. Nas paredes e no teto. É lindíssimo! 


Para visitar a Casa, você não precisa pagar. Pode andar pelos lugares que tiverem abertos. É curioso porque você sobe as escadas com medo porque é tanto vidro e aço que você fica achando que vai desequilibrar. Não sei se todo mundo sentiu isso, mas eu senti e minha amiga também. Agora se você quiser, pode fazer uma visita guiada por 3 euros, onde vão explicar sobre a história do prédio, a arquitetura, essas coisas.
Para mais informações, basta ir no site clicando aqui.

sábado, 19 de março de 2011

Porto: Jardins do Palácio de Cristal

Um lugar bem bonito para se passar uma tarde, fazer um pique-nique, fazer yoga, caminhar ou simplesmente apenas olhar para a natureza é no Jardim do Palácio de Cristal. O lugar é lindo, com muito verde, bichos como pombos, gaivotas e pavões e uma vista simplesmente incrível do Rio Douro.
É um lugar que não se pode deixar de ir em Porto.




sexta-feira, 18 de março de 2011

Viagem: Guimarães e Braga

Desde o início eu estava ansiosa para viajar para Guimarães e finalmente deu certo!
Fui com mais duas amigas e me surpreendi o quanto a cidade é pequena. Olhamos todos os principais pontos em uma manhã e à pé!

Para ir, fomos à Estação de São Bento e compramos um bilhete de comboio por 2,30 euros. A viagem também foi tranquila.
Guimarães recebeu recentemente a nomeação de Cidade Européia da Cultura (de 2012), sendo possível ver o selo da nomeação em diversas lojas. Não sei se é sempre assim, mas eu vi turistas por todos os lugares!
Guimarães também é considerada o berço de Portugal; "aqui nasceu Portugal".
Mas o que eu mais queria ver era o famoso Castelo de Guimarães (foto). Na minha cabeça ele era gigantesco e eu iria precisar de litros e litros de água pra aguentar a maratona. Que nada!... É grande, mas é menor do que eu imaginava. Mas... É bonito! Valeu a viagem!



Como ainda não era nem meio-dia, resolvemos voltar para a estação de comboios e compramos o bilhete para ir a Braga. Neste caso, é necessário pegar um comboio e fazer a troca para outro comboio em direção à Braga, por isso a passagem foi um pouquinho mais cara: 3,20.

Braga também é bem bonita. Turistas também aos montes e pessoas chiques com roupas de marca e carrões. Também fizemos todo o percurso à pé. É tudo arrumadinho e bem bonito. A Sé de Braga (foto) é incrível ao vivo! Valeu mesmo! Mas sinto que ainda faltou conhecer muita coisa, então talvez um dia eu volte lá! :)


No final do dia, voltamos para a estação e compramos o bilhete por mais 2,30.

quinta-feira, 17 de março de 2011

EuRi, oh pá!

Estava eu no supermercado e as compras do senhor que estava na minha frente deu 10,60 euros. O senhor deu ao caixa uma nota de 50 euros e o caixa indagou:
- O senhor não tem 60 cêntimos?
- Oh pá, se eu tivesse, eu daria!

Eu achei que isso fosse brincadeira, mas é verídico!
Eu vi isso no supermercado, o Pingo Doce. O_O

Para os brasileiros isso pode parecer um corte muito do bonito, mas pelo que eu observei, essa atitude é cultural. Isso porque os portugueses gostam de tudo certinho, explicado de forma correta e sem ambiguidades. Tanto que o caixa nem ficou ofendido nem nada. Isso pra ele acho que é natural. Então antes de ficarmos chateados em uma situação como esta, precisamos respeitar a cultura e os hábitos deles para um melhor convívio.

sábado, 12 de março de 2011

Transporte: andante

Para utilizar o auto-carro (ônibus) em Porto, você pode comprar sua passagem na hora ou apresentar sua carteira com créditos chamada de andante.
Para o metro (metrô), a utilização desta carteirinha é obrigatória.
Com a carteira, você compra viagens nos guichês eletrônicos dentro das estações de metro. E sempre que você entrar no auto-carro ou na estação de metro, você precisa validar seu cartão.

Em Porto não há catracas para entrar nas estações, por isso se você quiser pode entrar e sair sem pagar. QUE LEGAL, certo? Não. Existem fiscais passeando nas estações e você é obrigado a apresentar sua carteirinha. Assim eles conseguem saber se você pagou ou não a viagem. Se não pagou, agora vai ter que pagar multa de 101 euros. Então não fique achando que é tão simples.

Existem dois tipos de andante: o azul e o dourado. O azul é para viagens avulsas e para pessoas que não são estudantes e idosos. O dourado é para pessoas com algum tipo de desconto, como estudantes, idosos e deficientes. Para o dourado, você paga um taxa mensal fixa e pode usar os auto-carros e metros o quanto quiser (de acordo com as zonas, mas isso exige outro tópico). Para isso, se for estudante, você precisa de uma declaração da universidade de que você é estudante e levar em uma das lojas do andante. O pagamento é feito em dinheiro!

Viagem: Aveiro

Todo mundo que vem ao Porto tem como primeiro destino a cidade de Guimarães. Inclusive me programei pra fazer o mesmo, mas não deu certo.  :P 
Sendo assim, meu primeiro destino foi Aveiro.
Minha amiga estava indo para lá, então resolvi ir junto para ver o funcionamento dos comboios (trens).

Primeiro fomos à Estação de Campanhã (ou pode ser na estação de São Bento) e compramos a passagem por 2,30 euros. Corremos para pegar o comboio que já estava quase saindo. A viagem foi super tranquila. Os comboios são espaçosos, confortáveis e pontuais.

Chegando em Aveiro, me surpreendi porque a cidade é bem pequena. Numa tarde conseguimos ver a maior parte da cidade à pé. Quando sai da Estação de Comboios, basta seguir direto na Avenida (à esquerda).
Mas Aveiro é uma cidade linda! Dizem que é a Veneza portuguesa devido a quantidade de canais existentes na cidade. Realmente os canais dão charme à cidade.



Aveiro tem uma grande universidade, que atrai diversos estudantes estrangeiros. É enorme! E bem bonito.
Tirei até uma foto lá. Apesar de ser pública, existem as propinas (mensalidade anual) e são altas.



Na volta, paguei mais 2,30 euros e desci na mesma Estação.
Foi ótimo! :)

sábado, 5 de março de 2011

Comboios em Portugal

Para conhecer as cidades em Portugal, o meio mais fácil e barato que tem são os comboios (no post anterior expliquei que era o mesmo que trem).

Se você acessar o site dos comboios, verá todos os roteiros, horários, preços e avisos para quem quer viajar.
Eles são pontuais, confortáveis, com grandes janelas e tem um ótimo preço.
Ontem eu saí de Porto para Aveiro e paguei 2,30 euros. Fui e voltei no mesmo dia. Adorei!

Diferenças na língua

Quando eu estava no Brasil, nem lembrei de procurar sobre as diferenças no idioma.
Eu sabia da grande mudança do sotaque e manias no português de Portugal, mas não sabia que algumas pequenas coisas poderiam fazer uma grande diferença.
Exemplos que devem ser SEMPRE lembrados:

No Brasil: Moça = jovem mulher.
Em Portugal: Moça = eufemismo de prostituta.

No Brasil: Rapariga = prostituta.
Em Portugal: Rapariga = jovem mulher.

No Brasil: Durex = fita usada para grudar coisas.
Em Portugal: Durex = preservativo
Se você quiser ir comprar na papelaria, terá que pedir uma "fita-cola".

No Brasil: Fazer bico = gíria utilizada pra quem vai trabalhar de forma temporária
Em Portugal: Fazer bico = atividade relacionada a prostituição.

No Brasil: Boate = local noturno onde jovens se encontram para dançar.
Em Portugal: Boate = Clube de prostituição.
Se você for sair à noite, deve dizer "discoteca".


Agora algumas mais leves:

No Brasil: Banheiro.
Em Portugal: Casa de banho.

No Brasil: Metrô.
Em Portugal: Metro.

No Brasil: Trem.
Em Portugal: Comboio.

No Brasil: Ônibus.
Em Portugal: Autocarro.

No Brasil: Ônibus - para viagens entre cidades.
Em Portugal: Caminhoneta.

Legal, né?
É, legal quando você sabe. Mas quando eu cheguei, eu chamei muita vendedora de "moça" e não sabia porque elas ficavam me olhando de cara feia... =/ hahahah

O moche

Mas o que é o tal do moche?

O moche é o chip de celular para pessoas da UP que você consegue falar de graça com quem tiver esse chip. Ele vem com 2,50 euros de crédito, daí todos os meses vocês terá que carregar mais 7,50 euros. E você tem direito a mil e poucas mensagens grátis. Isso é bem bacana pra quem tem vários amigos.
Antigamente a UP ainda dava um vale pra você trocar por um celular nas lojas da TMN (operadora), mas como os brasileiros começaram a vender seus vales, acabaram com isso.. =/

Daí quando você coloca no seu celular, ele pede uma senha PIN, que vem junto com o cartão. Se não der certo com seu celular, terá que comprar outro (os mais baratos custam 30 euros) ou desbloquear o seu por 5 euros.
Detalhe: Se você for na TMN, eles vão te dizer que não fazem o desbloqueio, então se você quiser, terá de procurar outro lugar que faça isso.

Reunião com a reitoria

O blog tem ficado um pouco abandonado desde que cheguei em Portugal.
Isto porque é tanta coisa acontecendo que eu acabo por esquecer de compartilhar aqui, mas tentarei manter a frenquência das postagens.

Bom, quando cheguei, tive que marcar pela internet uma reunião com a reitoria da UP. Lá, eu preciso levar xerox do meu passaporte e visto + 2 fotos + cópia do PB4.
Preencho uma ficha e espero pela apresentação da Luísa Capitão.

Acho que a Luísa Capitão deve ser uma surpresa pra todos :P Ela é quem sempre entra em contato conosco, nos explicando tudo sobre a UP. Eu achei que ela fosse mais velha, meio feinha e gordinha. NADA! É jovem, bonita, magra e uma simpatia. :)

Bom, na reunião é explicado coisas importantes como questões de transporte, saúde, alimentação e as aulas.
Você também ganha um kit com fichário, camiseta, caneta, bolsa, outras coisas e o moche (explicarei no próximo post).



Apenas após a reunião com a reitoria, você deverá ir à sua faculdade e efetuar a matrícula o quanto antes!

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Primeiras impressões

O Porto é lindíssimo!
Tem grandes casarões antigos, com ruas sinalizadas, bem organizadas, com uma qualidade de vida incrível. Tem uma grande quantidade de idosos, o que é o reflexo dessa qualidade. A cada rua, uma vista incrível!



Transporte:
Até agora não tenho nenhuma reclamação quanto ao transporte em Porto. Tem metro (se fala metro mesmo, sem acento), comboio (trem) e autocarro (ônibus). O metro, no meu caso que não era habituada a usar, foi um pouco complicado no início, mas depois que aprende, é bem simples. Cada passagem custa de 1 a 1,50 euros na parte central da cidade e você pode utilizar o mesmo cartão de 1 a 1:30 horas. E no caso de estudantes, é possível pagar uma taxa mensal pelo transporte, onde você pode usar quantas vezes quiser, pagando esta taxa fixa.

Como se localizar:
Pedir informações é complicado porque sempre te mandam pelo local mais longe! hahaha Mas se você achar um brasileiro (tem MUITOS!!), ele te ensina direitinho! Em todo caso, grande parte das ruas são sinalizadas e se você andar com um mapa, não é tão complicado assim.

Alimentação:
Eu achei a alimentação aqui interessante. Grande parte das coisas são feitas com pouco açúcar e pouco sal. É possível ver as pessoas se alimentando de forma saudável em todo canto. Principalmente porque a carne é cara e o comum é encontrar diversos tipos de peixes no supermercado. Lá, você também encontra uma grande variedade de mariscos (inclusive frescos) com uma cara bem convidativa. Por outro lado, em toda rua você encontra lugares que vendem doces com cara de hiper-calóricos! Aparentemente lindos, deliciosos e apetitosos! Mas eu ainda não experimentei! Vou deixar pra no final da viagem.
Agora achei curioso porque no Brasil é comum encontrar nos supermercados grandes sessões só para chocolate. Aqui não. São bem reduzidos, mas deliciosos!

Vestuário:
Fevereiro é O MÊS!!! Promoções pra todos os lados! Se você se deixar levar, vai gastar todo o dinheiro do mês nas promoções! Tem camisas boas de 3,99, casacos finos por 15,99, botas por 9,90, calças jeans por 2,99 euros. UMA LOUCURA! Dá vontade de levar tudo! hahahaha

Clima:
Frio, muito frio em fevereiro! Está sendo difícil para eu me adaptar, ainda mais que minha cidade no Brasil é MUITO quente, mas aos poucos a gente se acostuma. Eu já tenho até sentido calor ao andar. Vai ficar frio até maio, quando esquenta MUITO também.

Declaração de bens

Todo mundo tem dúvidas quanto à declaração de bens na Receita Federal quando se viaja pra Portugal, mas o fato é que há mais ou menos 5 meses, NÃO é necessário declarar bens quando se vai realizar uma viagem temporária. Portanto fiquem tranquilos antes de viajar! Podem levar seus notebooks e câmeras sem problemas!

Mas como eles vão saber que eu comprei no Brasil?
Através do número de série do seu aparelho. Lá diz a origem.  :) 

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

A viagem

Para a viagem, tive algumas dúvidas do que levar ou não em minha bagagem de mão. Após fazer a viagem, posso dizer que é interessante levar:
- creme dental (em tamanho pequeno),
- escova de dentes,
- um casaco bom para o frio com local para colocar as mãos (para aquecer BEM),
- lenços de papel (precisei porque meu nariz ficou muito irritado com a altitude e com o frio),
- algo interessante para ler,
- uma roupa extra (para no caso de extraviarem sua bagagem),
- meias (mesmo que você vá de sapatilha, você vai precisar porque faz MUITO frio),
- um lençol extra
- e seus eletrônicos.

Não esqueça também de chegar e dar seu primeiro passo com o pé direito!  :P  hahahaha

 :) 

sábado, 12 de fevereiro de 2011

Bagagens

Hora de arrumar as malas! Nesse momento surgem muitas dúvidas, principalmente pra quem nunca fez um vôo internacional, como eu.
Cada companhia possui regras específicas, portanto é bom você procurar as instruções na sua companhia escolhida. Eu escolhi a TAM, por isso colocarei algumas aqui instruções mais importantes que a TAM orienta para viagens do Brasil para Portugal. Mas você pode ver as instruções completas acessando aqui.

- cada passageiro tem direito a levar 2 bagagens com 32kg cada;
- bagagem de mão deve ser 1 volume + 1 item ou artigo pessoal;
- a bagagem de mão deve ter até 5kg;
- não é permitido na bagagem de mão:
"- Todos os tipos de bebidas;
- Xampus ( líquido ou gel );
- Cremes ( líquido ou gel);
- Perfumes ( líquido ou gel);
- Loções ( líquido ou gel);
- Cosméticos líquidos (de qualquer tipo);
- Spray de cabelo;
- Creme dental;
- Desodorantes (em aerosol, líquidos ou creme);
- Objetos pontiagudos, como: faca, canivete, estilete etc.;
- Isqueiros e fósforos (não podem ser transportados no interior de bagagens de mão e/ou bagagens despachadas)."

- é permitido na bagagem de mão:
> mamadeiras e alimentos infantis industrializados (quando bebês e crianças estiverem viajando);
> medicamentos essenciais acompanhados de prescrição médica (deverá possuir o nome do passageiro para ser confrontado com o que consta no cartão de embarque);
> medicamentos essenciais que não necessitam de prescrição médica (colírio, solução fisiológica para lentes de contato e etc desde que não excedam 120ml ou 4oz);
> insulina e líquidos (incluindo sucos especiais ou gel) para passageiros diabéticos acompanhados de prescrição médica desde que não excedam 148 ml (ou 5 oz);
> cosméticos sólidos (batons, protetor labial ou desodorante em bastão e etc);
> aparelhos eletrônicos (laptop, câmera fotográfica, jogo portátil, celular e etc).


Bom, é isso.
Mas caso queiram ler mais informações, podem ver no site da Receita Federal.

Hora de arrumar as malas!  :)